quarta-feira, 30 de março de 2011

AS HORAS





As Horas cismam no ar parado:
— Passado.

As Horas bailam no ar fremente:
— Presente.

As Horas sonham no ar obscuro:
— Futuro.


Da Costa e Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário